NĂșcleo de Atendimento aos Familiares das VĂ­timas do FeminicĂ­dio jĂĄ estĂĄ disponĂ­vel

0
18
5/5 - (2 votes)

NĂșcleo de Atendimento aos Familiares das VĂ­timas do FeminicĂ­dio jĂĄ estĂĄ disponĂ­vel

 

Serviço do Governo do Estado tem foco em crianças e adolescentes que tiveram as mães mortas neste tipo de crime

 

Publicidade

Acolher crianças e adolescentes que perderam as mĂŁes vĂ­timas de feminicĂ­dio no Rio de Janeiro. É com este objetivo que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de AssistĂȘncia Ă  VĂ­tima, lança o NĂșcleo de Atendimento aos Familiares das VĂ­timas do FeminicĂ­dio. O novo serviço de acolhimento vai funcionar no mesmo espaço do NĂșcleo de Atendimento Ă  VĂ­tima, no prĂ©dio da Central do Brasil, no Centro da capital fluminense. Atividades psicossociais e psicopedagĂłgicas, alĂ©m do incentivo ao esporte e Ă s artes, fazem parte do programa.

 

 – Os dados do DossiĂȘ Mulher sĂŁo fortes e impactantes. AlĂ©m da vĂ­tima, a famĂ­lia tambĂ©m sofre, principalmente quando a mulher Ă© mĂŁe. Acolher os filhos desta vĂ­tima, sejam eles crianças ou adolescentes, tambĂ©m Ă© papel do Estado. O NĂșcleo de Atendimento aos Familiares das VĂ­timas do FeminicĂ­dio terĂĄ uma função humanitĂĄria – disse o governador ClĂĄudio Castro.

 

O atendimento serĂĄ feito por profissionais da Secretaria de AssistĂȘncia Ă  VĂ­tima – psicĂłlogos, assistentes sociais, fisiatras, nutricionistas, pedagogos e fisioterapeutas – e poderĂĄ ser presencial ou virtual. No formato presencial, serĂĄ necessĂĄrio um agendamento prĂ©vio, e todos os protocolos contra a Covid-19 deverĂŁo ser seguidos (utilização de mĂĄscara facial, ĂĄlcool em gel e distanciamento).

 

– Este serĂĄ mais um serviço da Secretaria de AssistĂȘncia Ă  VĂ­tima. Vamos ter um olhar especial aos familiares das vĂ­timas de feminicĂ­dio, um crime que choca a sociedade por deixar filhos sem mĂŁes. É um acolhimento diferencial em um momento de dor – falou a secretĂĄria de AssistĂȘncia Ă  VĂ­tima, Tatiana Queiroz.

 

As pessoas podem buscar informaçÔes sobre o NĂșcleo de Atendimento aos Familiares das VĂ­timas do FeminicĂ­dio pelo telefone (21) 2334-5849 ou pelo e-mail atendimento@seavit.rj.gov.br.

 

*Atendimento Ă  VĂ­tima*

 

O Estado do Rio de Janeiro jĂĄ tem consolidado tambĂ©m outras formas de acolhimento Ă s mulheres vĂ­timas de violĂȘncia. Veja abaixo:

 

Centros Integrados/Especializados de Atendimento Ă  Mulher

(CIAM/CEAM)

 

http://www.rj.gov.br/secretaria/PaginaDetalhe.aspx?id_pagina=3491

 

Delegacias de Atendimento Ă  Mulher (DEAMs)

 

http://www.policiacivilrj.net.br/dgpam.php

 

Patrulha Maria da Penha, nas delegacias da PolĂ­cia Militar.

 

A secretaria de Direitos Humanos explica que, durante a pandemia, o atendimento de acolhimento Ă s mulheres vĂ­timas de violĂȘncia, tambĂ©m estĂĄ sendo feito a distĂąncia via telefone e WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 10 Ă s 17 horas, pelos nĂșmeros (21) 99401-4950, 99394-3787 e 99422-3889.

Publicidade

Deixe seu comentĂĄrio:

Por favor digite seu comentĂĄrio!
Por favor, digite seu nome aqui