Conheça a história da meia-calça arrastão

0
40
Conheça a história da meia-calça arrastão
5/5 - (2 votes)

Conheça a história da meia-calça arrastão

Conheça a história da meia-calça arrastão

Há muitas curiosidades por trás da história da meia-calça arrastão. Nesta leitura, entenda mais sobre a origem do acessório e sua ascensão no mundo da moda.

 

Publicidade

Gosta de um look ousado e sensual? Então, provavelmente, a meia-calça arrastão faz parte do seu closet. Ao longo dos anos, esse acessório carregou muitos significados e, ainda hoje, consegue transbordar originalidade em uma produção.

 

Amada por uns, motivo de estranheza para outros, a verdade é que a meia-calça arrastão consiste em um item atemporal, presente nas ruas e nas passarelas. Mas, por trás de toda essa popularidade, existe também bastante história.

 

Por isso, prepare-se. Hoje vamos desbravar a origem do artigo e te contar, nos mínimos detalhes, como ele conquistou o topo nas últimas décadas. Acompanhe a leitura e fique por dentro!

Meia-calça arrastão: o início de tudo

 

Quem vê a meia-calça arrastão hoje, não imagina que sua criação é super antiga. Para compreender melhor, vamos voltar alguns anos, mais precisamente no século XIX. Durante aquele período, a polêmica peça era muito utilizada por artistas do universo burlesco, dançarinas de cancan e, até mesmo, atrizes do circo.

 

Entretanto, o modelito era feito exclusivamente de tricô. Aqui, também vale ressaltar que, desde sua criação, a meia-calça arrastão era vista como um item ousado demais. Para certas pessoas, até “de mau gosto”. Explicamos: ao contrário das clássicas meias utilizadas na época, a arrastão, como também é chamada por aí, tem a capacidade de deixar parte da pele à mostra.

A febre da meia-calça arrastão nos anos 1980

 

Os anos passaram e, com eles, a meia-calça arrastão conseguiu atingir seu auge nos anos 1980. Caso você não saiba, a época foi conhecida no mundo inteiro pelo uso de peças exageradas, com muito volume, cores intensas, cintura alta e, especialmente, a tal da meia arrastão.

 

Inclusive, várias celebridades daquele momento ajudaram a disseminar o uso do acessório, como a cantora Madonna — que sempre amou utilizar looks originais e prontos para quebrar as regras de vestimenta impostas pela sociedade.

 

Em se tratando da meia-calça arrastão, a diva do universo pop foi vista inúmeras vezes vestindo a peça com saias curtinhas, coturnos, jaquetas de couro e até mesmo coordenando o artigo com luvas que seguiam a mesma estética “furadinha”.

 

Obviamente, a artista não foi a única. No embalo dessa tendência, outros famosos decidiram aproveitar todo o poder da meia-calça arrastão. Cindy Lauper e Morris Day também estão nessa lista.

A meia-calça arrastão hoje em dia

 

Dos anos 1980 para cá, a meia-calça arrastão continuou sendo usada em peso. Ainda na atualidade, o item continua firme e forte nas ruas, especialmente, entre as mulheres que gostam de montar produções com um toque retrô, rocker ou cool.

 

A dica para não errar é coordenar o acessório com peças em jeans e reservar seu uso para os eventos casuais. Em paralelo, também fica interessante vestir a peça com um vestido tubinho curto e scarpin, bem como uma bermuda preta de alfaiataria e camisa social, para um resultado mais gótico.

 

Lembre-se de que o artigo consegue ser encontrado em diferentes cores, não se limitando aos modelos pretos. Nesse sentido, considere adicionar a meia-calça arrastão em visuais típicos de festas, podendo ser uma reunião “à fantasia” ou, quem sabe, até no carnaval. Quem manda é você!

 

Gostou de conhecer mais sobre a história da clássica meia-calça arrastão? Acredita que esse acessório pode compor as suas produções em diferentes momentos? Após mergulhar de cabeça em sua história, aproveite para deixar a imaginação falar mais alto e montar combinações diversificadas, mas que consigam refletir o seu estilo e jeito de ser.

 

 

 

 

Publicidade

Deixe seu comentário:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui